Qual é o papel das lideranças no engajamento

Quinta, 19 de Agosto de 2021  .  Leitura: 5 minutos

Um dos temas mais comuns quando falamos da atuação de liderança é o engajamento: sua importância, desafios e aplicação prática no dia a dia.

Porém, mesmo que o assunto seja tratado constantemente, é preciso entender o que o engajamento realmente significa, e mudar alguns conceitos.

Do ponto de vista de gestão de pessoas, o engajamento é o vínculo psicológico, afetivo e emocional do profissional com seu trabalho e com a organização.

O mundo vem se transformando rapidamente e, com essas mudanças, temos enfrentado relações de trabalho cada vez mais dinâmicas e flexíveis, além de muito desafiadoras. Os fatores que levam ao engajamento, portanto, mudaram também.

Para começar, é importante saber que, para possibilitar qualquer nível de engajamento entre os colaboradores, é preciso assegurar que os valores da organização estejam alinhados aos valores dessas pessoas.

A conexão estabelecida entre o profissional e a empresa, quando positiva, é o que vai favorecer a motivação profissional e, consequentemente, gerar o engajamento necessário desse colaborador.

Ao contrário do que se pensava há alguns anos, essa ligação está menos ligada a políticas de benefícios e aspectos financeiros, e muito mais atrelada a aspectos afetivos, emocionais e que propiciem a sensação de pertencimento e bem-estar.

Os números não mentem

Pesquisas demonstram que 82% dos colaboradores querem desempenhar um papel importante, fazer a diferença e se sentir parte integrante da organização em que trabalham.

Isso acontece porque eles se identificam com os valores, visão e missão da empresa para a qual trabalham, e acreditam nesses valores não apenas profissional, mas também pessoalmente. Eles levantam essa bandeira no dia a dia, e têm orgulho de emprestar suas capacidades profissionais a esses objetivos.

De acordo com Instituto Gallup, funcionários dedicados estão emocionalmente comprometidos com a empresa e suas metas. Importam-se bastante com seu trabalho, e estão dispostos a pôr seu esforço a serviço dos objetivos de seu empregador. Eles não trabalham apenas pelo salário ou pela guinada na carreira – embora prefiram estar em empresas que os desenvolvam profissionalmente –, mas estão motivados, sobretudo, pelo propósito daquela companhia.

O instituto também levantou dados que demonstram perdas financeiras na casa dos milhões diretamente ligadas à falta de engajamento dos funcionários. Assim, podemos reafirmar a máxima de que 'o colaborador feliz produz mais e melhor'. 

Construindo pontes

Por meio de ações diretas, as lideranças podem influenciar positivamente o sentimento de pertencimento dos colaboradores, gerando resultados para eles e para os negócios.

O engajamento, na prática, está ligado a tarefas simples e diárias, que ajudem a melhorar o ambiente de trabalho e as perspectivas dos profissionais.

É importante que a empresa ofereça, ao mesmo tempo, canais abertos de comunicação para acolher seus colaboradores e oportunidades de crescimento, desafios na carreira, autonomia na execução das atividades, além de capacitação e aprendizagem contínua.

Nesse contexto, o papel da liderança é essencial. O foco no desenvolvimento da liderança é o primeiro passo para aumentar o engajamento e promover a retenção dos colaboradores, além do aumento da produtividade e entrega de melhores resultados.

Inserir práticas de engajamento na cultura organizacional da empresa permite ao profissional ser ouvido com mais atenção, e ter suas capacidades desenvolvidas constantemente, crescendo com o negócio.

Reconhecer o valor e a importância desse colaborador, desenvolvendo suas competências, é a uma maneira segura e efetiva de engajar.

Para saber mais, conheça nossos cursos de Liderança & Desenvolvimento.

https://bit.ly/37VC7TN

Palavras-chave: liderança, engajamento