Como promover a saúde mental e a felicidade dos colaboradores

Segunda, 23 de Agosto de 2021  .  Leitura: 5 minutos

A saúde mental dos profissionais nos tempos atuais é um tema dos mais discutidos pelas empresas.

Pesquisas revelam dados preocupantes: estima-se que 61% dos trabalhadores se sentem esgotados no fim do expediente em home office. Além disso, a pandemia trouxe 90% de aumento de casos de transtornos psicológicos, como crises de ansiedade, pânico e síndrome de burnout.

Diante de tantas mudanças nos modelos de trabalho, da expectativa por resultados e da insegurança quanto ao futuro, torna-se fundamental que as empresas ajudem seus profissionais a enfrentar tamanhas incertezas.

Edição especial da revista MIT Techology Review, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, destacou a vida em home office como um caminho sem volta, por ter transformado as experiências humanas, incluindo os desafios e relações profissionais – que continuarão a se transformar no futuro.  

Nesse contexto, é essencial criar um ambiente com segurança psicológica, onde os profissionais se sentem confortáveis em compartilhar ideias, experiências e opiniões. Treinamentos podem apoiar a construção desse ambiente, para ajudar colaboradores a ter maior segurança e autonomia e para desenvolver lideranças que sabem dar feedback e engajar as suas equipes.

Ao desenvolver e promover ações que tenham como foco a saúde, o senso de comunidade, a vitalidade, a conexão com o ambiente externo, a resiliência e o bem-estar psicológico, as empresas criam um ambiente propício a ganhos em produtividade, retenção de talentos e índices importantes de reponsabilidade com o capital humano. 

E como promover essas ações na prática?

O primeiro passo é implementar campanhas e treinamento que ensinem otimização de tempo e organização pessoal para ajudar seus colaboradores na gestão do estresse.

Grandes empresas estão disponibilizando acesso de seus colaboradores a terapeutas ocupacionais e psicólogos, de forma a ajudá-los a lidar com conflitos internos e tantas mudanças que vem ocorrendo no mundo. Além disso, o investimento em treinamentos voltados ao equilíbrio e agilidade emocional.

Pesquisas comprovam que 58% do desempenho profissional estão relacionados à inteligência emocional, por isso, saber gerenciar emoções, pensamentos e ações é fundamental no dia a dia e a agilidade emocional, habilidade que abre espaço para reflexão entre o sentimento e a reação, tornou-se atualmente uma das habilidades essenciais para líderes e profissionais.

Ao criar um ambiente acolhedor de escuta e ao promover saúde e bem-estar físico e mental, as lideranças podem instituir uma cultura de segurança psicológica.

Para saber mais, conheça nossos cursos de Liderança & Desenvolvimento.

https://bit.ly/3sEGDiU

Palavras-chave: saúde mental, felicidade, colaboradores